sábado, 10 de março de 2012

sAPOS SENTADOS
Reverenciando às mulheres     Adaptação de texto de Edmundo Teixeira


Era uma vez uma mulher perseverante de nome Reagetsu. Ela estava em peregrinação, e um dia ao por do sol, chegou a uma vila . Cansada e com fome, pediu hospedagem em uma casa.

Foi-lhe negado o pedido. Bateu em uma segunda casa, em uma terceira e quarta.

Todos os moradores fechavam-lhe suas portas. Ela, mesmo sendo perseverante desistiu de insistir.

E como sabemos para uma mulher determinada não é simples desistir.Foi quando olhou em volta e encontrou uma cerejeira dos campos e decidiu fazer dela seu abrigo.

Era primavera, fazia muito frio e havia riscos de aparecerem animais selvagens. Mas, ela adormeceu ali sobre suas raízes.

No meio da noite acordou e viu o céu noturno de primavera, iluminado pelo prateado da lua projetando uma paisagem incrível como jamais havia visto, havia também um doce aroma exalado pelas flores noturnas.

Tomada por tamanha beleza , levantou-se e olhando para a vila que via no horizonte, fez uma reverencia em agradecimento aos moradores que haviam lhe negado hospedagem.

Refletiu que portas aparentemente fechadas podem esconder aberturas para outras oportunidades. Basta para isso mudar seu ponto de vista!.

É sempre bom refletir e ver as coisas por ângulos ainda não contemplados .

Aprendeu mais uma vez que uma dor nova, diferentes das já vividas no passado, mostra que o aprendizado é infinito.

Singela homenagem ao dia internacional da mulher.
Creia sempre existem novas possibilidades...

2 comentários:

  1. Novas possibilidades, cores, sabores, vidas...
    Lindo texto.
    Um grande bj querido amigo

    ResponderExcluir