quarta-feira, 2 de novembro de 2011

sAPOS SENTADOS
DIA DE FINADOS                                                 * Falcão S.R *


Hoje procuras entre alamedas silenciosas
Levando nas mãos as flores que negastes
O sepulcro das recordações lacrimosas
Onde repousa o amor que desprezastes.

Em passos lentos pela idade avançada
Levas no rosto marcas de arrependimento
Ciente de que a beleza física não é nada
E que fatalmente se acaba com o tempo.

Sobre a campa o retrato estampa o sorriso
E o olhar brilhante que teu rosto refletiu
De quem viveu para te oferecer o paraíso
Mas que por desilusão à tristeza sucumbiu.

Molha a mármore fria teu pranto convulsivo
Ao ver na lápide teu nome em letras garrafais
E a frase de um sentimento indestrutível...
" Aqui jaz aquele que te amou demais! ".

www.luzdapoesia.com

2 comentários:

  1. A grande viagem deve nos confortar espiritualmente, todos nós vamos fazê-la alguma hora...que a separação dos entes que convivemos seja de muita compreensão pela oportunidade de termos vivido juntos por um tempo...
    Beijos da Rô

    ResponderExcluir