sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

sAPOS SENTADOS
TERMINOS E REINÍCIOS         Adaptação de texto de Edmundo Teixeira



Como sabem os amigos, janeiro, o primeiro mês do ano deriva de JÂNUS, o deus da mitologia que governa os inícios e os encerramentos, as idas e regressos, as aberturas e fechamentos. Jânus é representado por uma cabeça com duas faces, olhando em direções opostas.

À semelhança de Jânus deixamos o ano que passou e ingressamos em um novo: olhamos para trás e adiante. Avaliamos a experiência passada e dela recolhemos o melhor, despojando-a de todo amargor, para reiniciar em melhores condições.

Jânus nos ensina a não menosprezar as vivências pretéritas, pois são a base de nosso crescimento, desde que positivamente encaradas. A outra face é a fé, que vai confiante ao encontro do novo, segura do amor de Deus!Aqui vale lembrar um inspirado texto sobre o ano novo escrito por J.Louise Haskins:

“E eu disse ao homem que estava no portão do ano.” Da-me luz para que eu avance em segurança rumo ao desconhecido” Ele replicou:”Penetra a escuridão e põe as tuas mãos nas Mãos de Deus.Isto ser-te-á por luz,melhor e mais seguro do que um caminho conhecido.Então eu prossegui e encontrando a Mão de Deus,alegremente avancei pela noite,revelando uma nova manhã no meu caminho”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário