sábado, 14 de janeiro de 2012

sAPOS SENTADOS
NÃO RESSUSCITE A SOMBRA 
                                           Adaptação de texto de Edmundo Teixeira

Em uma de suas doze façanhas, Hercules, venceu a Hidra de Lerna. 

Mais tarde quando foi ao palácio conduzido por Mercúrio, para trazer o cão Cérbero, encontrou no caminho das profundezas a Hidra que havia derrotado.

Imediatamente se dispôs a travar novo combate com ela, quando Mercúrio advertiu: 

Que queres fazer?Isto não é mais a Hidra. É apenas a sua sombra.

(Mitologia Greco-Romana)

Quando vencemos alguma tendência negativa ou deixamos de alimentar um traço inconveniente de caráter, vai perdendo o seu poder sobre nós, ficando apenas a memória como advertência, para não recairmos na mesma falha. 

Somos criaturas de hábitos, más podemos e devemos escolher novos e melhores hábitos, deixando de nutrir aqueles que consideramos prejudiciais. 

O alimento é a repetição. Se exercermos vigilância e não repetimos, no começo ele protesta, mas depois vai enfraquecendo e acaba definhando por inanição.

O que vencemos permanece como sombras no subconsciente (Palácio), mas devemos ter cuidados para não realimentar(lembrar , repetir)porque virá de novo a superfície e exercerá domínio sobre nós.

Esta é a advertência de Mercúrio (a razão).

Esqueçamos as lutas que travamos em anos anteriores.

Não as alimentemos com lembranças ou queixas.

São somente sombras, não tem mais poder sobre nós.

2 comentários: